A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure nos Estados Unidos e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada na cidade de Nova York, em 1990.

Em 1997, entidades das cidades americanas de Yuba e Lodi começaram efetivamente a comemorar e incentivar ações voltadas à prevenção do câncer de mama devido à alta incidência deste tumor, e com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional de prevenção do câncer de mama.

Todas as ações eram e são até hoje direcionadas à conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce com a realização da mamografia, exame padrão ouro para o diagnóstico de lesões mamarias.

Nos EUA, visando sensibilizar a população, as cidades eram enfeitadas com laços rosa, principalmente nos locais públicos e depois surgiram outras ações tais como corridas (www.komen.org), desfile de modas, partidas de boliche, (www.pink-october.org), tendo como participantes mulheres sobreviventes do câncer de mama.

O movimento americano tornou-se internacional e é comemorado em todo o mundo.

Posteriormente surgiu a ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, hospitais, pontes, teatros e etc. Essa ação foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma grande expansão em todos os países e principalmente fosse feita em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente com folhas de gelatina Pink.

A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversas nacionalidades em prol da conscientização e do diagnóstico precoce do câncer de mama, salvando anualmente muitas vidas.

Este ano, o Centro Integrado de Saúde Professor Fernando Filgueiras na Av. Garibaldi-Salvador, será pela primeira vez iluminado de rosa Pink, juntando-se a esse movimento mundial.

Timeline Profissional

1987
Formada em Medicina pela Escola de Medicina e Saúde

1988-1989
Pública Especialização em Mastologia e Mamografia no Hospital Aristidez Maltez

1989-1991
Pós-Graduada no Instituto Nacional de Tumores de Milão-Itália

1991
Fellow do Hospital São Rafael de Milão-Itália

1992
Título de Especialista em Oncologia

1993
Título de Especialista em Mastologia pela Sociedade Brasileira de Mastologia – TEMA. – SBM

1994
Fellow do Instituto Nacional de Tumores de Milão

1996
Título de Habilitação em Mamografia pelo Colégio Brasileiro de Radiologia – CBR

1991-1996
Chefe do Serviço de Mamografia do Hospital Português

1991-1995
Chefe do Serviço de Mastologia do Hospital Espanhol

1997
Professora Concursada do Departamento de Ginecologia-Obstetrícia e Reprodução Humana da Universidade Federal da Bahia

1997-2003
Chefe do Serviço de Mamografia do CEPARH

1994
Diretora Médica da Anna Paola Noya Gatto – Clínica de Mastologia e Mamografia S/C LtdaPublicação de Trabalhos Científicos em Revistas Médicas.

Publicações e Prêmios

Palestrante em Diversos Simpósios, Cursos, Jornadas e Congressos.

Realização de trabalhos assistenciais através de Campanhas de Conscientização e Esclarecimento sobre o Câncer de Mama desde 1992, com a realização de campanhas para a Detecção Precoce do Câncer de Mama.

Prêmio: “Melhores Medicina Brasil 2002” – Norberto Gauer Eventos Internacionais. 25.10.2002 São Paulo.

Prêmio Saúde! É Vital, Promovido Pela Revista Saúde! É Vital, da Editora Abril, na categoria Saúde da Mulher, pelo trabalho social desenvolvido por nossa Clínica: “Campanha para Detecção Precoce do Câncer de Mama”. SP, 24.10.2006.

Compartilhe