(Modelagem de Informação da Construção)

BIM (BUILDING INFORMATION MODELING) é o processo de gerenciamento de dados do edifício durante todo o ciclo de vida do projeto e da construção. Esse processo integrado melhora a compreensão do projeto, trazendo mais controle e gerando resultados mais previsíveis, permitindo que todos os membros da equipe possam ficar coordenados, reduzindo o desperdício e garantindo o sucesso do projeto.

O modelo gerado em plataforma BIM resulta em uma construção virtual daquilo que se pretende construir no mundo real, carregando geometria, relações e atributos, como um banco de dados. A possibilidade de tomar decisões complexas desde o início do projeto permite que se possa quantificar, planejar, coordenar, verificar interferências, testar diferentes opções de projeto e analisar a construção com muito mais controle.

A TECNOLOGIA BIM NO BRASIL

O BIM vem se desenvolvendo e se popularizando no mundo, com alguns destaques para a Costa Rica, que é uma referência no uso da tecnologia, e o Chile, que foi pioneiro na adoção do modelo na América do Sul. Esse movimento global impulsionou diversos países a se moverem para atender esse crescimento, colocando o Brasil na rota de desenvolvimento e adoção da metodologia informacional.

O Governo Federal vai exigir uso do BIM a partir de 2021. A medida faz parte da Estratégia Nacional de Disseminação do BIM no Brasil. No dia 17 de Maio de 2018, o Presidente da República, Michel Temer, assinou um decreto que tem a finalidade de promover um ambiente adequado ao investimento da tecnologia, além de incentivar seu uso em âmbito nacional.

De acordo com estudos contratados pela Agência Brasileira de desenvolvimento Industrial (ABDI), a expectativa é de que haja um aumento de 10% na produtividade do setor e uma redução de custo que pode chegar a 20% com a utilização da metodologia BIM. Outro fator que impulsiona a metodologia é o caso de normativas como a ABNT, que já publicou as primeiras normas de BIM no Brasil e tem exigido a utilização do modelo em diversos aspectos.

Douglas Carnicelli, diretor de operações Autodesk na AX4B, consultoria especializada em soluções Autodesk e projetos de BIM, ressalta que a adoção do modelo é de alto impacto para o futuro das obras de engenharia, arquitetura e infraestrutura.

O modelo BIM está em um cenário propício para o crescimento acelerado no Brasil. Levando em consideração a necessidade de diversas obras de infraestrutura e construção, onde é preciso melhorar a produtividade de entrega e reduzir custos, tornar o BIM um aliado com tecnologias que suportam o modelo, é essencial para atender essas demandas e transformar o conceito de construção de forma estratégica. O decreto assinado pelo presidente e a obrigação de utilização do modelo até 2021, reforça que as empresas não podem mais ignorar esse modelo e precisam iniciar o quanto antes uma revisão de tecnologia, processos e projetos de construção.

“Acredito que esse caminho é algo sem retorno, e todas as empresas, sejam elas Projetistas, Engenharia, Arquitetura, entre outras, que são e/ou pretendem ser prestadoras de serviços para governo federal, a partir de agora deverão ter em mente que os projetos passarão a ser mandatórios em BIM. Isso abre um espaço enorme para que possamos desenvolver o mercado de empresas privadas e continuar apoiando o governo com soluções tecnológicas a favor do desenvolvimento”, finaliza Douglas Carnicelli.

Perfil Profissional

Atualmente trabalha com desenvolvimento de projetos, treinamento e consultoria de Revit (Sistema BIM). Além de microempresário com a LECOL TREINAMENTOS E CONSULTORIA, é Técnico de Infraestrutura da prefeitura de Salvador-BA.

Compartilhe